26 agosto, 2007

Publicar um livro não é sinónimo de saber escrever

Duas colegas tinham falado do livro e a ideia parecia interessante. Sou daqueles que pensam que a forma de tratamento que maioria dos espanhóis têm em Portugal ou com os portugueses deveria melhorar. É por isso que na minha livraria da Rua Garret comprei e li. E posso dizer que um assunto que dá para escrever un livro, aquele das relações e diferenças entre portugueses e o resto* de espanhóis, pode chegar a ser um monte de estereôtipos e pouca coisa mais. Há coisas que toda a gente sabe: que os espanhóis falam alto, que não sabem línguas, etc. Mas repetir cuatro coisas e aumentá-las com mais quatro tolices...é... uma pena de 15 €. por favor, se alguém quer ler, eu empresto o livro. Não permitam que Marco Horácio engane mais ninguém.
*Como na Crónica Geral de Espanha, eu ainda penso que Espanha é sinónimo de Península Ibérica, território que hoje é formado por um Estado de grande tamanho (que fiou com o nome) e outro Estado mais pequeno (Portugal) [Aquilo de Andorra não sei se pode ser tido en conta como Estado]

No hay comentarios: